Como aprender a desconectar do trabalho remoto

Publicado por Atlas Technologies em

Não é novidade para ninguém que, desde que a pandemia provocada pela Covid-19 assolou o mundo, a forma de trabalho de grande parte das pessoas mudou – e essa mudança veio para ficar. Agora, o trabalho remoto é uma realidade para milhares de brasileiros e, embora isso possa ser muito bom, é preciso ter cuidado.

Muitas pessoas relatam que um dos pontos negativos do home office é a dificuldade de se desconectar do trabalho, justamente porque ele está “dentro das suas próprias casas”. Com o computador aberto quase que 24 horas por dia e o celular em mãos, fica difícil aproveitar as horas de descanso para encarar a rotina do dia seguinte. Mas acredite: isso é extremamente necessário. 

Descansar a cabeça e se desligar do trabalho é essencial para o bem da nossa saúde mental. E nós, da Atlas, tendo a dimensão dessa importância, incentivamos nossos colaboradores a se desconectarem do trabalho remoto assim que o horário de expediente termina. Quer saber como? Então, confira 5 dicas que separamos sobre o assunto.

1. Organização da rotina de trabalho é fundamental

Pode até soar bonito quando alguém se intitula “workaholic” (viciado em trabalho), mas isso costuma ser bastante prejudicial para o psicológico das pessoas. O ideal é que haja um equilíbrio saudável entre trabalho e lazer e, para isso, organizar a rotina é fundamental. 

Procure estabelecer suas próprias metas do dia, como quais tarefas precisam do seu maior empenho no momento, quais podem “ficar para amanhã”, enfim, estabeleça suas prioridades. O segredo é utilizar da melhor forma possível as horas dedicadas ao trabalho para que sobre um tempinho revigorante para o merecido (e necessário) descanso. 

2. Comunicação assíncrona – faça tudo no seu tempo

Aqui na Atlas, nós levantamos a bandeira da comunicação assíncrona – aquela que não ocorre em tempo real. Nesse tipo de comunicação, a pessoa pode ler ou ouvir uma mensagem na hora que desejar e só então respondê-la (é o que acontece com o e-mail, por exemplo, e até com o whatsapp). Essa é uma excelente forma de se desconectar do trabalho remoto, já que a pessoa não precisa interagir na mesma hora em que é solicitada.

3. Desligar notificações de aplicativos relacionados ao trabalho

Essa dica é preciosa! Se você quer se desligar do trabalho, mas continua recebendo notificações sobre o assunto, então, você, literalmente, não estará desconectado. Portanto, procure manter o hábito de cancelar as notificações dos aplicativos que você utiliza para trabalhar – assim, você evita ter que resolver questões fora do seu horário de expediente. 

4. Ficar longe das telas nas horas de descanso

Quer descansar a cabeça, mas descansar de verdade? Então, é melhor evitar todos os tipos de telas – celular, tablet, computador e até a televisão. Afinal, seus olhos também merecem descanso, certo? Além disso, as telas continuarão trazendo uma série de informações ao seu cérebro – justamente no momento em que tudo o que você precisa é se desligar um pouco. Já que, durante grande parte do nosso dia, necessitamos de telas para trabalhar, nada mais necessário do que uma folguinha delas de vez em quando.

5. Pratique alguma atividade física 

Sabe aquela frase “quando o corpo cansa, a mente descansa”? Pois essa é uma grande verdade. Quando praticamos alguma atividade física (principalmente quando é uma atividade da qual gostamos), nosso corpo entra mais facilmente em um processo de relaxamento. E isso acontece graças à liberação de endorfina (hormônio que, quando entra pela circulação sanguínea, estimula a sensação de prazer, bem estar, bom humor etc.). 

Por isso, sempre que você puder, pratique alguma atividade física – uma caminhada ao ar livre já está valendo (e pode trazer vários benefícios para a sua mente também). 

Como você pode ver, se desconectar do trabalho remoto não é difícil, mas pode exigir um pouco de esforço, caso você não tenha o hábito de colocar em prática as dicas sugeridas. Mas você pode ter certeza de que esse esforço valerá a pena – afinal, é da sua saúde que estamos falando.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *